You have reached the website

UM AÇÚCAR PARA CHAMAR DE SEU

NESCAFÉ® DOLCE GUSTO® APRESENTA OPÇÕES DE AÇÚCAR PARA DEIXAR O SEU BLEND FAVORITO AINDA MAIS GOSTOSO. CONFIRA ESSA LISTA, COM CURIOSIDADES E DICAS QUE VÃO AJUDAR NA SUA ESCOLHA.

POR FLÁVIO FERRARO

Adoçar ou não o café é uma preferência muito pessoal. Alguns preferem degustá-lo puro, outros não dispensam uma doçura extra. Para nós, o mais importante é que você aprecie sua bebida da maneira que gostar mais. Para os que curtem uma colherinha de açúcar em suas bebidas, fizemos uma seleção dos tipos disponíveis no mercado e suas principais características. Com isso, fica mais fácil escolher e dar um toque diferente ao seu café:

Açúcar refinado

É o tipo mais comum de todos, branquinho e fino. Bem neutro no sabor, traz uma doçura agradável para as bebidas. Por ser suave, pode ser usado em cafés, chás e preparos com leite. O açúcar cristal branco também é refinado, mas fica com grãos maiores e mais difíceis de dissolver.

Mascavo

De textura úmida, apresenta notas de caramelo e nozes em seu sabor, pois é misturado ao melaço, líquido resultante do cozimento da cana-de-açúcar. Nativo da América do Sul, tem mais minerais, como ferro e cálcio, quando comparado ao açúcar refinado. Em Barbados, uma ilha do Caribe, existe uma variedade específica dele: mais clara e de sabor forte.

Demerara

É parecido com o açúcar cristal branco, mas não recebe aditivos químicos, preservando sua cor natural. É um dos tipos mais recomendados para adoçar o café, pois não altera seu sabor. Além disso, mantém algumas propriedades nutricionais do açúcar mascavo, como a quantidade de sais minerais. Seu nome é o mesmo de um dos principais rios da Guiana, país de colonização inglesa da América do Sul. Nos Estados Unidos, existe a versão Turbinado, com grãos mais finos.

Rapadura

A brasileiríssima rapadura nada mais é que o melaço da cana seco, em estado natural. Vendida em tabletes, é considerada um patrimônio cultural e gastronômico da região Nordeste do país. Em Pernambuco, é uma boa companhia para o café. Além de adoçar, deixa na bebida um gostinho característico de cana.

Quem não tem cana-de-açúcar...

Na Europa, o clima temperado não favorece o cultivo da cana, por isso o açúcar vem da beterraba e é sempre refinado. As beterrabas usadas para isso são brancas e grandes. O sabor deste açúcar é mais delicado e menos potente no paladar que os elaborados a partir da cana.

 

E ENTÃO, QUAL AÇÚCAR VOCÊ PREFERE? AGORA SÓ FALTA ESCOLHER A SUA BEBIDA NESCAFÉ® DOLCE GUSTO® FAVORITA E APROVEITAR A VIDA:

Escolha o seu