You have reached the website

Reciclar é preciso

Diminuir, rever, transformar... Pequenas mudanças de hábito podem ajudar, e muito, a cuidar da saúde do planeta. Saiba por onde começar!

POR FLÁVIO FERRARO

Como a gente já contou por aqui, a primeira fábrica de cápsulas NESCAFÉ Dolce Gusto® do Brasil adotou a política Triplo Zero para diminuir o impacto de sua produção sobre o meio ambiente, o que inclui ações como o reflorestamento e o reaproveitamento de água.

Inspirados nessa iniciativa tão positiva, listamos algumas ações que podemos adotar em sua casa para ajudar a manter o planeta vivo e habitável. Pequenas atitudes e dicas simples ajudam a reduzir o impacto dos resíduos que produzimos. Veja ideias de como começar:

1. Reduza sempre que for possível

Quando você escolhe produtos que têm refil, prefere garrafas de água reutilizáveis, usa o verso da folha de papel para escrever quando a frente já está preenchida ou leva marmita para o trabalho, acaba reduzindo, e muito, o desperdício. Essas pequenas atitudes contribuem ainda para evitar o consumo de embalagens, poupar árvores de serem cortadas e economizar a água utilizada no processamento do plástico e do alumínio.

2. Reutilize com criatividade

Potes de plástico ou vidro podem servir para guardar temperos, dar início a um canteiro de ervas, ou manter o pacote de biscoitos, já aberto, ainda crocante. Reutilizar embalagens é uma ótima forma de evitar o desperdício. Caixotes de feira podem render ótimas prateleiras e as garrafas PET, especialmente as coloridas com pigmento verde, transformam-se em belos enfeites para esta época do ano.

3. Recicle e transforme

Após passar pelo centro de triagem, onde são separados e chegar às cooperativas, o material descartado vai ganhar uma nova função ou virar um produto diferente. É o que acontece quando você leva suas cápsulas usadas de NESCAFÉ Dolce Gusto® aos postos de coleta em uma das cinco lojas da rede de supermercados Pão de Açúcar: o plástico torna-se parte do porta-cápsulas Renove. Veja onde as urnas estão localizadas: https://www.nescafe-dolcegusto.com.br/mundo-ndg/sustentabilidade/destino-certo.

4. Separe para facilitar

Essa é uma etapa fundamental para quem deseja praticar a reciclagem. Restos de comida, palhas de aço e fotografias não podem estar na mesma sacola que embalagens de plástico e CDs. Atualmente, as sacolas plásticas do supermercado dão uma mão nessa tarefa: a verde é usada para separar o lixo reciclável, como garrafas, plásticos, vidros e latinhas. Já a cinza é destinada ao lixo não-reciclável, como os restos de comida e papeis sujos. O ritual é muito útil pois, de acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), 40% dos resíduos gerados pela população não têm destino certo e sua última parada é o aterro sanitário.

5. Lavar ou não lavar

Um pote de iogurte, uma embalagem metálica, uma caixa de leite. Tudo isso pode ser reciclado, mas o processo de lavagem do lixo leva, muitas vezes, ao desperdício de um precioso recurso natural: a água. Antes de separar, veja se vale a pena limpar. Na dúvida, categorize em “lixo seco” (caixas de ovos, garrafas) ou úmido (comida, guardanapos usados, fraldas descartáveis).

6. Arregace as mangas

Se quiser implantar um programa de coleta seletiva do lixo no condomínio onde vive, na faculdade ou na escola não deixe de pesquisar sobre a natureza do lixo produzido pela comunidade. A maior parte é de papel, plástico, metal ou vidro? Onde ficarão as latas com os símbolos para orientar as pessoas? Pense nisso, e não abra mão de encontros e palestras para ensinar aos colaboradores e frequentadores do local a importância dessa iniciativa.

7. E os restos de comida?

Cascas de frutas, pó de café, pães e biscoitos velhos podem ser misturados a papelão e restos de madeira para dar origem ao adubo orgânico. Procure alternar três camadas de comida com uma camada de madeira e papel. Assim, a proporção de carbono e nitrogênio, que faz com que ele funcione, fica equilibrada. O adubo de boa qualidade não pode ter odor desagradável, nem sujar as mãos de quem tocá-lo. A manipulação da composteira, que pode ser uma caixa, balde ou recipiente parecido com um tambor, próprio para esse fim, deve ser feita com luvas e o lugar onde a terra adubada descansa não pode ser tampado. Os micro-organismos que decompõem o lixo precisam respirar.

 

Preservar o meio ambiente exige disposição. Ganhe energia para a tarefa com sua bebida favorita NESCAFÉ Dolce Gusto®. O caminho para a escolha você já sabe:

Escolha o seu